NS 5922 IPRO  BS 1950107

    Vitoriosa e segura em diferentes ambientes.

    Home / Soja / NS 5922 IPRO

    SEMENTES DE SOJA NIDERA.
    PLANTE A GENÉTICA QUE GERA VALOR.

    semente de soja com elemento tecnológico

    Região: Sul

    Tecnologia: IPRO

    Diferenciais deste produto

    • Super precocidade com alta produtividade;
    • Tolerante a Macrofomina;
    • Resistência as principais raças de fitóftora;

    Características fenotípicas

    Grupo de Maturação
    5.9
    Tipo de Crescimento
    Indeterminado
    Cor da Flor
    Branca
    Cor da Pubescencia
    Cinza
    Cor do Hilo
    Marrom Claro
    Altura da Planta
    105-115 cm
    Inserção da Vagem
    15-20 cm
    Acamamento:
    Moderadamente Tolerante
    Opção de Refúgio:
    Matériais convercionais ou RR
    Grupo de Maturação
    5.9
    Tipo de Crescimento
    Indeterminado
    Cor da Flor
    Branca
    Cor da Pubescencia
    Cinza
    Cor do Hilo
    Marrom Claro
    Altura da Planta
    105-115 cm
    Inserção da Vagem
    15-20 cm
    Acamamento:
    Moderadamente Tolerante
    Opção de Refúgio:
    Matériais convercionais ou RR
    Grupo de Maturação
    5.9
    Tipo de Crescimento
    Indeterminado
    Cor da Flor
    Branca
    Cor da Pubescencia
    Cinza
    Cor do Hilo
    Marrom Claro
    Altura da Planta
    105-115 cm
    Inserção da Vagem
    15-20 cm
    Acamamento:
    Moderadamente Tolerante
    Opção de Refúgio:
    Matériais convercionais ou RR
    Grupo de Maturação
    5.9
    Tipo de Crescimento
    Indeterminado
    Cor da Flor
    Branca
    Cor da Pubescencia
    Cinza
    Cor do Hilo
    Marrom Claro
    Altura da Planta
    105-115 cm
    Inserção da Vagem
    15-20 cm
    Acamamento:
    Moderadamente Tolerante
    Opção de Refúgio:
    Matériais convercionais ou RR
    Grupo de Maturação
    5.9
    Tipo de Crescimento
    Indeterminado
    Cor da Flor
    Branca
    Cor da Pubescencia
    Cinza
    Cor do Hilo
    Marrom Claro
    Altura da Planta
    105-115 cm
    Inserção da Vagem
    15-20 cm
    Acamamento:
    Moderadamente Tolerante
    Opção de Refúgio:
    Matériais convercionais ou RR
    Grupo de Maturação
    5.9
    Tipo de Crescimento
    Indeterminado
    Cor da Flor
    Branca
    Cor da Pubescencia
    Cinza
    Cor do Hilo
    Marrom Claro
    Altura da Planta
    105-115 cm
    Inserção da Vagem
    15-20 cm
    Acamamento:
    Moderadamente Tolerante
    Opção de Refúgio:
    Matériais convercionais ou RR
    Grupo de Maturação
    5.9
    Tipo de Crescimento
    Indeterminado
    Cor da Flor
    Branca
    Cor da Pubescencia
    Cinza
    Cor do Hilo
    Marrom Claro
    Altura da Planta
    85-100 cm
    Inserção da Vagem
    7-15 cm
    Acamamento:
    Moderadamente Tolerante
    Opção de Refúgio:
    Materiais convencionais ou RR

    Tolerância a doenças

    AS: Alt. Suscetível
    S: Suscetível
    MS: Mod. Suscetível
    MR: Mod. Resistente
    R: Resistente
    AS S MS MR R
    Cancro da haste
    Pústula bacteriana
    Mancha olho-de-rã
    Podridão radicular de Phytophthora - Raça 1
    Podridão radicular de Phytophthora - Raça 7
    C. includens
    Fito. Herbicida

    NOTA: Os resultados das avaliações refletem dados médios das observações no campo e de ensaios controlados que podem sofrer variações dependendo das condições de manejo, clima e pressão do agente causal.

    Posicionamento e janelas de plantio

    Época de semeadura e população final (em mil plantas.ha-1)

    Rec Nome Ciclo (dias) Outubro Novembro Dezembro
    1 a 10 11 a 20 21 a 31 1 a 10 11 a 20 21 a 30 1 a 10 11 a 20 21 a 31
    101 Sul e Campanha do RS - 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280
    Rec Nome Ciclo (dias) Setembro Outubro Novembro Dezembro
    1 a 10 11 a 20 21 a 30 1 a 10 11 a 20 21 a 31 1 a 10 11 a 20 21 a 30 1 a 10 11 a 20 21 a 31
    102 Sudoeste do PR 126 260 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280
    102 Oeste de SC 126 260 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280
    102 Planalto e Missões 126 260 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280
    Rec Nome Ciclo (dias) Setembro Outubro Novembro Dezembro
    1 a 10 11 a 20 21 a 30 1 a 10 11 a 20 21 a 31 1 a 10 11 a 20 21 a 30 1 a 10 11 a 20 21 a 31
    103 Campos Gerais 126 260 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280
    103 R. Serrana de SC 126 260 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280
    103 Campos de Cima da Serra 126 260 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280 240 - 280
    Rec Nome Ciclo (dias) Setembro Outubro Novembro
    1 a 10 11 a 20 21 a 30 1 a 10 11 a 20 21 a 31 1 a 10 11 a 20 21 a 30
    201 N Norte do PR 125 260 - 300 260 - 300 260 - 300 260 - 300 260 - 300 260 - 300 260 - 300
    201 W Oeste do PR 125 260 - 300 260 - 300 260 - 300 260 - 300 260 - 300 260 - 300 260 - 300
    Rec Nome Ciclo (dias) Outubro Novembro
    1 a 10 11 a 20 21 a 31 1 a 10 11 a 20 21 a 30
    203 Centro Oeste de SP 260 - 300 260 - 300 260 - 300 260 - 300 260 - 300
    Rec Nome Ciclo (dias) Setembro Outubro Novembro
    1 a 10 11 a 20 21 a 30 1 a 10 11 a 20 21 a 31 1 a 10 11 a 20 21 a 30
    204 Centro Sul do MS 260 - 300 260 - 300 260 - 300 260 - 300 260 - 300 260 - 300 260 - 300
    Rec Nome Ciclo (dias) Outubro Novembro
    1 a 10 11 a 20 21 a 31 1 a 10 11 a 20 21 a 30
    302 Sul Goiano 119 280 - 320 280 - 320 280 - 320 280 - 320 280 - 320 280 - 320
    302 Pontal do Triângulo, Central MG e Norte de SP 119 280 - 320 280 - 320 280 - 320 280 - 320 280 - 320 280 - 320
    Preferencial
    Não preferencial - consulte um responsável técnico
    Não recomendado

    Conheça as regiões edafoclimáticas (RECs) para soja

    Pode haver variação no ciclo (dias) devido às condições edafoclimáticas, época de plantio e manejo aplicado. Recomendações de população final de plantas e de época de semeadura foram construídas com base em resultados de experimentos próprios conduzidos na região e servem como direcionamento da população ideal de plantas para cada talhão. Deve-se levar em consideração as condições edafoclimáticas, textura, fertilidade do solo, adubação, nível de manejo, germinação, vigor da semente, umidade do solo entre outros fatores.

    Consultar recomendação de Zoneamento Agrícola de Risco Climático para a cultura de acordo com Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

    COMPARAR cultivares da sua região

    Conteúdo exclusivo para agricultores e outros profissionais do setor agrícola.

    Deseja continuar?Não